[PT] Olá ArticPheonix , em primeiro de tudo gostava que fizesses uma pequena apresentação para aqueles que ainda não te conhecem.

Olá, o meu nome é Diana Gonçalves, estudo Bioquímica na Universidade de Coimbra e sou mais conhecida online por ArticPheonix. Faço parte da equipa de Hearthstone dos Grow uP eSports desde 2017.

Vamos então começar pela tua entrada na associação. Sei que existe uma história curiosa, gostarias de a partilhar?

A minha entrada na equipa foi uma das coisas mais improváveis que me podiam acontecer na altura em que aconteceu, vou passar a explicar. Em 2017, a Xtravel abriu pela primeira vez uma Arena na viagem de finalistas e eu, como já jogava há bastante tempo, decidi passar lá algum tempo com os meus amigos. Inscrevi-me no torneio de Hearthstone, e foi lá que conheci jogadores como o Kandan e SlashZero. O torneio estava a correr bem, em poucos jogos consegui-me classificar para a fase final, fase esta que iria ditar a minha entrada nos Grow uP.

Depois de vencer a maioria dos jogadores encontro-me na final contra outro jogador da associação, coisa que nunca esperei na altura. Embora tenha perdido, foi-me dada a oportunidade de me juntar à associação. O tempo foi passando, fui conhecendo melhor os jogadores e uma grande amizade foi-se construindo.

Desde esse torneio já se passou algum tempo. Entretanto o Hearthstone já mudou bastante. O que tens a dizer sobre o estado do jogo? Prevês grande mudanças nos próximos tempos?

De facto, o jogo está numa fase decadente em termos de números de jogadores, mas bastante promissora em termos de expectativa do que virá a seguir. Estamos na fase estabilizada da meta e no final de uma rotação de expansões, o que faz prever uma enorme alteração da mesma com a entrada da nova expansão em Abril e a saída de certas cartas para o Hall of Fame. A juntar a isto, o modo de qualificação para os mundiais mudou, o formato é novo e irá haver um novo modo singleplayer estilo Roguelike. Penso que são novidades suficientes para estar entusiasmada com o futuro do Hearthstone.

E sobre o torneio Badass Women of Hearthstone em que conseguiste o Top 8, antes de te inscrever, estavas à espera que a concorrência fosse tão forte?

Esse torneio foi uma surpresa para mim. Na realidade nem sabia da sua existência, a minha sorte é que tenho colegas que estão sempre atentos. Acabei por me inscrever por curiosidade uma vez que o torneio era exclusivo a raparigas. Não acreditava, de todo, que iria vir a ocupar um top8. A concorrência era realmente forte, algumas jogadoras regularmente no top200, algumas streamers também… não estava mesmo nada à espera! Além de mim, este torneio teve a participação de outra jogadora portuguesa, a TheTeacher, que conseguiu um belíssimo 3º lugar.

As raparigas estão finalmente a crescer no mundo do gaming, o que é ótimo! Foi uma experiência incrível, onde aprendi imenso e conheci muitas pessoas que, tal como eu, adoram o jogo e tudo o que advém dele.

O público em geral pode pensar que o Hearthstone é um jogo muito solitário, no entanto, ambos sabemos que isso não é verdade. Podes explicar como foi a tua preparação para este torneio?

Antes de mais, devo dizer que o torneio foi bastante longo. Durou aproximadamente 3 meses, o que fez acrescentar profundidade ao torneio, uma vez que permitiu que as jogadoras pudessem antecipar e estudar possíveis adversárias. Foi exatamente o que fiz a partir da terceira semana, quando o leque de adversárias possíveis começou a ser cada vez mais reduzido.

Quando percebi que realmente podia ir longe, comecei-me a empenhar a sério. Treinava bastantes horas por semana, com alguns jogadores portugueses tanto da equipa como de outras, no entanto, terei de destacar dois nomes, Florindo e BlackWaltz que foram provavelmente quem mais me ajudou nos treinos. Todos queriam o meu sucesso e só tenho de lhes agradecer pelo tempo “perdido” comigo porque sem eles nada disto poderia ter sido possível!

E agora que já se sabe o formato e os métodos de classificação da Blizzard para a Season competitiva de 2019, quais são as tuas intenções para este ano?

Este ano espero focar-me ainda mais no jogo. Quero treinar mais e regularmente, participar em mais torneios e fazer os possíveis para progredir em Portugal e, quem sabe, também lá fora. Além disto, tenciono fazer streams na twitch mais regularmente.

Antes de acabar vou fazer várias perguntas rápidas.

Classe favorita:

Priest

Carta preferida:

Ysera

Standard ou Wild?

Standard

Ladder ou Arena?

Ladder

Aggro, Midrange, Combo ou Control?

Midrange

Jogador/a preferido.

Ostkaka

Para finalizar, algumas palavras para fãs e amigos?

Para finalizar, quero agradecer a toda a gente que naquelas alturas em que o HS estava menos dinâmico, me incentivaram a continuar a jogar, por partilharem o seu tempo para jogar e preparar-me para os torneios ou para testar novos decks, por me ajudarem sempre e me apoiarem mesmo, alguns, não percebendo nada do assunto. Um grande obrigada à associação Grow uP por me acolherem e a todos os elementos que a constituem e ao Trauma por esta entrevista.

Segue a nossa ArticPheonix nas suas redes sociais
Twitter: https://twitter.com/articpheonixhs
Twitch: https://www.twitch.tv/articpheonixhs

[ENG] Hello ArticPheonix , first of all I would like you to talk a little about yourself to those who do not know you yet.

Hello, my name is Diana Gonçalves, I study biochemistry at the University of Coimbra and I am best known online by ArticPheonix. I have been part of the Grow uP eSports Hearthstone team since 2017.

Let’s start with your entry in Grow uP eSports. I know there is a curious story, would you like to share it?

My entry into the team was one of the most unlikely things that could happen to me at the time, I’ll explain. In 2017, Xtravel opened for the first time an Arena on the finalists’ trip and I, as I have been playing for a long time, decided to spend some time there with my friends. I signed up for the Hearthstone tournament, and it was there that I met players like Kandan and SlashZero.
The tournament was going well, in a few games I managed to qualify for the final phase, this phase that would sentence my entry into the uP.
After winning most of the players I reached the final against another player of the team, something that I never waited at the time. Although I lost, I was given the opportunity to join the association.

Since that tournament some time has passed. However hearthstone has already changed a great deal. What do you have to say about the state of the game? Do you foresee great changes in the near future?

In fact, the game is in a declining phase in terms of numbers of players, but quite promising in terms of expectation of what will come next. We are in the stabilized phase of the meta and at the end of a rotation of expansions, which predicts an enormous change of the same with the entrance of the new expansion in April and the exit of certain cards to the Hall of Fame. In addition to this, the qualifying mode for the world championships has changed, the format is new and there will be a new Roguelike style singleplayer mode.
I think that’s enough news to be excited about the future of Hearthstone.

And about the Badass Women of Hearthstone tournament where you got the Top 8, before you signed up, did you expect the competition to be so strong?

This tournament was a surprise to me. In fact, I did not even know of its existence, my luck is that I have friends who are always paying special attention. I ended up signing myself out of curiosity since the tournament was exclusively for girls. I did not believe at all that i was going to occupy a top8 position. The competition was really strong, some players regularly in the top200, some streamers too. In addition to me, this tournament had the participation of another Portuguese player, TheTeacher, who got a third-place finish.
Girls are finally growing up in the gaming world, which is great! It was an incredible experience, where I learned a lot and met many people who, like me, love the game and everything that comes from it.

The general public may think that Hearthstone is a very lonely game, however, we both know this is not true. Can you explain how your preparation was for this tournament?

First of all, I must say that the tournament was quite long. It lasted approximately 3 months, which added depth to the tournament, since it allowed the players to anticipate and study possible opponents. It was exactly what I did from the third week, when the possible range of opponents began to be increasingly reduced.
When I realized that I really could go far, I began to take it seriously. I trained a lot of hours a week, with some Portuguese players from both the team and others, however, I have to highlight two names, Florindo and BlackWaltz who were probably the ones who helped me the most in training. Everyone wanted my success and I just have to thank them for the “lost” time with me because without them none of this could have been possible!

And now that you know the format and methods of classification of Blizzard for the competitive season of 2019, what are your intentions for this year?

This year I hope to focus even more on the game. I want to train more regularly, to participate in more tournaments and to do my best to make progress in Portugal and, who knows, out there too.
In addition, I plan to make streams on the twitch more regularly.

Before I finish I will ask several quick questions.
Favorite class:
Priest
Preferred card:
Ysera
Standard or Wild?
Standard
Ladder or Arena?
Ladder
Aggro, Midrange, Combo or Control?
Midrange
Favorite player:
Ostkaka

Finally, some words for fans and friends?

To conclude, I want to thank everyone that at those times when the HS was less dynamic, encouraged me to continue playing, sharing their time to play and prepare for the tournaments or to test new decks, for helping me always and support me, some, not realizing anything of the subject. A big thank you to the Grow uP association for welcoming me and all the elements that make it up and Trauma for this interview.

Check ArticPheonix on her social media
Twitter: https://twitter.com/articpheonixhs
Twitch: https://www.twitch.tv/articpheonixhs